Saneamento Básico no Brasil

Saneamento Básico no Brasil

Matéria 16/02/2022

Você sabia que 1 real investido no saneamento básico pode economizar até 4 reais de gastos na área da saúde?

O saneamento básico é estudado desde a antiguidade e não é novidade a sua importância para a saúde, ele está diretamente ligado com a diminuição do número de casos de doenças como: dengue, leptospirose, giardíase, disenteria bacteriana, diarreia e diversas outras doenças de veiculação hídrica, devido a diminuição considerável da chance da água contaminada por micro-organismos nocivos ser consumida pela população.

O saneamento básico é o conjunto de 4 esferas:

- Distribuição de água potável;

- Coleta e tratamento de esgoto;

- Drenagem urbana;

- Coleta de resíduos sólidos.

De acordo com o SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), infelizmente quase 35 milhões de pessoas no Brasil vivem sem acesso à água tratada e 100 milhões sem o acesso à coleta de esgoto, o que corresponde a 47% da população. A falta dessa infraestrutura afeta principalmente quem vive nas áreas rurais, em pequenas cidades e nas vilas e favelas das grandes cidades. E essa condição se dá por motivos como: a negligência dos governantes, já que as obras de saneamento são no subsolo e por isso são consideradas como investimentos “invisíveis”; o tamanho do nosso país, incluindo a dificuldade de acesso em diversos locais e a falta de conscientização da população, como por exemplo, o lixo que é descartado inapropriadamente, entupindo bueiros e dificultando a coleta do esgoto, além de favorecer enchentes.

Essa situação além de ameaçar a saúde pública, ela aumenta a poluição hídrica e a poluição urbana. Não é à toa que o saneamento é básico e é um direito assegurado pela Constituição Federal de 1988. Porém, é o setor de infraestrutura com maior deficiência no Brasil. É necessário despender esforços e buscar soluções que mudem essa realidade.

Logo, para melhorarmos esse cenário do nosso país, devemos nos informar sobre a situação do município onde residimos, como por exemplo verificar a existência e o cumprimento do plano municipal de saneamento básico, mobilizar a comunidade local para assim conseguirmos cobrar das autoridades governamentais o acesso universal do saneamento básico.

Vocês gostariam de saber mais sobre essas 4 esferas do saneamento básico? Conta pra gente, que vamos continuar postando!


Autor: Julia Lelis