Semana Nacional do Meio Ambiente

Semana Nacional do Meio Ambiente

Matéria 05/06/2021

Uma Semana para Refletir


Comemorada na primeira semana de junho, a Semana Nacional do Meio Ambiente faz uma alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no quinto dia desse mês. Instituída pelo Decreto n. 86.028, de 27 de maio de 1981, a Semana foi criada com o intuito de celebrar e também de conscientizar a população do país sobre os patrimônios naturais e a importância da sua conservação. Também tinha como objetivo complementar as celebrações do Dia Mundial, idealizado pela ONU, além de inserir a sociedade civil na discussão de temas que tratam da preservação do meio ambiente e dos recursos naturais.

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi criado durante a Conferência de Estocolmo, na Suécia, realizada entre os dias 05 e 16 de junho de 1972. Sua proposta era alertar os chefes de estado de todo o mundo, além da sociedade, sobre a importância de se implantar medidas emergenciais para diminuir ou conter a degradação do meio ambiente decorrente de atividades humanas, como a poluição e a perda da biodiversidade e seus impactos negativos sobre a natureza.

O principal objetivo de celebrar tais datas é conscientizar, ou pelo menos sensibilizar, a sociedade como um todo sobre a importância de preservar os diferentes tipos de ecossistemas presentes no mundo. Para isso, podem ser utilizadas palestras que ensinem sobre o consumo sustentável, oficinas que podem ser abertas à sociedade civil que debatam a reciclagem doméstica, o incentivo à coleta de lixo e o plantio de mudas nos espaços públicos como parques e praias e limpeza de vias.

Outras ações que podem ser colocadas em práticas envolvem a preservação dos recursos naturais, o reaproveitamento da água utilizada em serviços domésticos ou das chuvas para incentivar a diminuição do consumo de água potável, além de alertar para o seu desperdício, a criação de serviços de coleta seletiva e o estímulo ao uso de materiais recicláveis ou reciclados. Dessa forma, a Semana Nacional do Meio Ambiente pode contribuir com a discussão sobre os impactos negativos das ações humanas.

Esses impactos podem ser medidos tendo como base alguns fatores como a poluição do ar e da água, a destruição da biodiversidade e consequente perda do habitat de diversas espécies da fauna e da flora, o descarte inadequado de resíduos e a falta de coleta e reciclagem, o desmatamento decorrente das atividades de cultivo e produção agrícola, o esgotamento do solo, a dependência de combustíveis fósseis, entre outros.

Esses são temas que podem e devem ser discutidos nos ambientes empresariais, institucionais, escolares, e que são fundamentais para contribuir com a conscientização ambiental de todos. Entretanto, as ações de preservação e conscientização não devem ser descontinuadas ao se encerrarem as celebrações da Semana Nacional do Meio Ambiente, mas devem ser incentivadas ao decorrer do ano, dando início a projetos de longo prazo que sejam eficazes na mudança de hábitos.

As ações de celebração da Semana Nacional do Meio Ambiente devem ser desenvolvidas de forma que estimulem o contato com a natureza e com os recursos naturais, tornando o processo de conscientização ambiental mais eficaz. Além disso, é importante discutir como as ações realizadas na comemoração de tais datas contribuem com a preservação do meio ambiente, resultando em um maior envolvimento e participação da sociedade nesse processo.

Apesar de no Brasil existir uma semana inteiramente dedicada às discussões e ações voltadas para a conservação do meio ambiente, ainda há um longo caminho a ser trilhado na preservação destes e dos recursos naturais. É necessário que cada cidadão, empresas e instituições tomem suas próprias atitudes na adoção de hábitos mais sustentáveis, que podem contribuir com a recuperação dos ecossistemas e na preservação dos recursos para essa geração e as futuras.

T&D Sustentável, desenvolvimento sustentável para o futuro do planeta.


Autor: Bruna Torquato, Mário Barros